Lenda urbana de manicure é fato

AAposto que a maioria de vocês tem uma manicure que já mencionou “um negócio” que “uma cliente trouxe de fora” que tira o esmalte na hora”. “Mas como?”, pergunta a cliente incrédula. Ao que a manicure rebate: “um negócio que você enfia o dedo e ele sai”. Um mistério maior que o terceiro segredo de Fátima, não sei se concordam. Na Áustria, já havia me deparado com uns lenços umedecidos embalados individualmente que faziam milagres, mas “negócio em que se enfia o dedo e ele sai sem esmalte” realmente era algo vindo da prestidigitação.

Eis que em um domingo bobo, em Buenos Aires, entro numa farmácia para comprar não sei o quê (seguindo o espírito esotérico deste texto), quando me me deparo com o anúncio do Biu Express. Era um folheto com umas unhas vermelhas e outras limpas em um lado e, no outro, duas embalagens vedadas que pareciam um símbolo inescrutável adorado por alguma sociedade secreta. E ainda trazia instruções:

  1. Introduzir a unha na embalagem
  2. Girar a unha
  3. Retirar a unha da embalagem

Confesso que tive medo. Acessei a fotonovela de uma Sétimo Céu, (jovens, Google) da década de 70, em que a Ângela Leal, vilã, é desafiada a colocar a mão dentro de um cesto em que havia uma cobra. Se me lembro bem, ela estava sendo acusada de calúnia e para não dar o braço a torcer, resolve colocar a mão na cumbuca e… morre fulminada. Mas de ataque cardíaco porque, de dentro do cesto, o desafiador tira apenas uma rosa com um espinho. Não devia nada a ninguém, mas essa história de colocar a mão em lugares suspeitos – depois da Ângela Leal – sempre causa tensão.

Comprei o minimonolito. Abri o recipiente, fechei os olhos, girei o dedo e tirei. Susto imediato!

Dessacralizando e revelando o mistério: na verdade, a lenda alardeada pelas manicures consiste em uma embalagem plástica em cujo interior há uma esponja embebida de removedor de esmaltes. Com 12 rodadas, você tira com perfeição o produto de suas unhas (no pé ainda não tentei). Mas o melhor, além da praticidade, é que você pode carregá-lo em todas as suas viagens sem se preocupar com o vazamento de líquidos na mala ou em ter que comprar discos de algodão para remover o esmalte… Enfim, é a libertação dos dias de descascamento inevitável.

Sim, este é um produto legitimamente argentino, com validade de três meses. Porém, é possível reproduzi-lo no esquema “faça você mesmo”: esvazie uma embalagem de remédios média, compre uma esponja, corte no tamanho, encha do removedor da sua preferência, retire o excesso e voilà! Você ganhou um Biu particular. Dê uma olhada nas fotos para se inspirar. E antes de viajar, compartilhe o segredo com sua manicure, claro.

Link:

http://www.biuexpress.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *