Farte-se à mesa

Buenos Aires e a Argentina – rivalidades futebolísticas à parte – são sítios gastronômicos de respeito, pois o  que seus habitantes são capazes de fazer com carne e fogo é algo da ordem divina. Portanto, não seria incomum perder-se em opções. A rigor, vamos continuar nos perdendo e esse é um ótimo motivo para voltar. Afinal, o puré de calabaza (com queijo de cabra) da parrila ao lado do El Ateneo Grand Splendid tem melhor consistência do que o Don Julio ou não? Onde está o melhor sorvete de dulce de leche granisado da cidade? Será que existe algum japonês do nível de um restaurante em Sapporo? Bem, mas essas são questões da próxima viagem. Nesta, circulamos por aqui:

1. Encontre com El Pobre Luis

Digam se é mentira: 99 de 99 dos guias online e impressos lhe mandam almoçar no Palacio de las Papas Fritas ou, se estiver bem capitalizado, no Cabaña de Las Lilas, em Puerto Madero. Aliás, eles lhe mandam para Puerto Madero. Você acha que para comer a cidade é Puerto Madero. Pelamordedeus, saia de Puerto Madero! É muito difícil, em Buenos Aires, você encontrar uma carne de fato ruim, logo, qualquer parrilla em um ambiente apresentável – seja familiar ou moderno – vai lhe satisfazer com louvor. Mas para conhecer onde comem os porteños e argentinos, entre outras possibilidades, deve-se seguir para o El Pobre Juan, uma parrilla frequentada por casais de namorados, famílias inteiras, idosos, velhos amigos da farra que vão se abastecer antes da noitada, amigas em noite sem maridos… E ainda fica no coração do Barrio Chino.

http://www.elpobreluis.com

Endereço: Calle Arribeños, 2393 (y Blanco Encalada)– Tel: 4780.5847 / 4782.4488

Horário: Abre somente para jantar, de 20:00 até o último cliente

Fotos: Rosane Serro

 


 

2. Localize-se no Chila

Tudo bem, em Puerto Madero tem o Chila, considerado o melhor restaurante de “Cocina de autor” da cidade. É uma experiência: bons ingredientes, pratos muito criativos, mas não é tão diferente da encontrada nos locais de alta gastronomia no Brasil, como o Dom, a Roberta Sudbrack ou Au Rendez-Vous des Communards. Vale se você colecionar jantares renomados ao redor do mundo.

http://www.chilaweb.com.ar

Endereço: Av. Alicia Moreau de Justo 1160 – Puerto Madero – Tel: 4343-6067 (dica: reserve por telefone. Pela Internet nunca há datas possíveis)

Horário: De 20:00 às 02:00

 


 

3. Deguste no Don Julio

Ainda no quesito parrilla, os porteños procuram ojos de bife, chorizos y entrañas impecáveis no Don Julio, localizado em um entroncamento de Palermo Soho. A casa vive cheia e com fila na porta. Mas eles compensam a espera com uma taça de espumante. Delicadezas de BAires. Ao final, lhe dão uma garrafa de vinho para você autografar e deixar suas impressões sobre a noite. Ela ficará por lá, exposta, assim como seus desejos satisfeitos engarrafados.

http://www.parrilladonjulio.com.ar

Endereço: Calle Guatemala 4691 (esquina Gurruchaga) – Palermo Viejo – Tel: 4831.9564 / 4832.6058   info@parrilladonjulio.com.ar

Horário: Aberto para almoço e jantar

 


 

4. Perón Perón!

Você quer realmente entender as raízes onde estão fincadas as convicções anímicas argentinas? Muito bem, então prepare-se: paredes pichadas com palavras de ordem, vinho personalizado e um altar para Evita com velas sempre acesas te transportam para este universo onde o discurso de um poder popular unificava o país. A comida é surpreendentemente boa (experimente o ossobuco, inesquecível). Mas quer saber o que faz esse lugar de fato inesquecível? A cada hora, o restaurante inteiro canta a marcha peronista. Como? Ah, clique aí em cima.

https://www.facebook.com/ElPeronPeron?

Endereço: Calle Carranza 2225 – Palermo Hollywood – Tel: 4777.6194 – Pagamento só em dinheiro (efectivo)

Horário: De segunda a quinta: 18:00 às 03:00; às sextas: de 18:00 às 04:00 e aos sábados, de 19:00 às 04:00

 


 
Foto: Rosane Serro

5. Familiaridade no Bodegón Oviedo
Um bodegon é um restaurante popular com ambiente familiar, comida honesta e preços razoáveis. Lá não tem comida de autor, nem menu diagramado por designers e muito menos luz reduzida. Uma meia(!) parrilla para dois vem numa quantidade em que três ou quatro também dariam conta. O Oviedo, nas esquinas das Calles Humboldt e El Salvador é um ótimo exemplo. Como resiste à vizinhança gastronômica modernosa e noveau riche é um mistério.

Horários: A partir das 18h

 


 

6. Buena onda no Möoi

Möoi em holandês quer dizer agradável. E a proprietária Jessica Lekerman buscou transportar este conceito para cada detalhe do restaurante, que tem sede numa casa antiga em Belgrano e filial em Palermo Hollywood. Cozinha contemporânea classificada como “comida de mercado”, com vegetais frescos da estação e pães e pastas feitos na casa. A decoração mistura madeira, ferro, ladrilho hidráulico, cadeiras coloridas, velas e taças bicos de jaca. Durante o dia, o menu é mais leve e os destaques são os rolls (de atum, frango e salmão) e as saladas fartas e nutritivas (vegetais, legumes, nozes e proteínas). Para beber, sucos, lassi e as águas que são refrescos ótimos (laranja, limao e menta; gengibre, maçã e capim limão). À noite, há no cardápio um cordeiro patagônico marinado no malbec, com batatas cuño e cebolas caramelizadas, que se desfaz ao toque do garfo….

http://www.mooirestaurant.com.ar

Endereço Möoi Belgrano: Calle Cuba 1985 – Tel: Reservas: 4783-9000

Horário: De 8:00 até o último cliente

Endereço Möoi Palermo: Calle Costa Rica 5468 (y Humboldt) – Palermo – Tel: 4773.7246 e 4775.4846.

Horário: De terça a domingo, de 9:00 até o último cliente.

 


 

7. Uma viagem no Burger Joint

Você está lá caminhando ingenuamente pela Calle Jorge Luis Borges, fotografando mil o Armazém Antonino, checando os horários do El Preferido de Palermo, quando de repente se depara com uns papelões rasgados anunciando hamburgueres com cebola caramelizada, batizados com o nome do Tevez, uma placa informando que ali não se estacionam cavalos e uma foto do Nazista da Sopa do Seinfeld. Hãããããã???? Em 1,8 segundos seus neurônios se articulam e você recorda a lenda urbana “O melhor hamburguer de Buenos Aires”. Pois é, você esbarrou no Burger Joint. Pelas fotos, parece uma pocilga, não é mesmo? Mas, como a vida ensina, não se deixe levar pelas aparências (no almoço da última quarta-feira, por exemplo, havia três famílias de pai, mãe e crianças de quatro ou cinco anos se isso aplaca o seu pânico). Afinal, os porteños não mentem no quesito comida. O hamburger do Burger Joint é um acontecimento: alto, suculento, pão fresco e batatas selvagens e macias. Com mais uma gaseosa (refrigerante), o combo sai a 90 pesos, mais barato que o McDonald’s local. Portanto, entre sem medo, de olhos fechados. É uma bela lembrança.

Endereço: Jorge Luis Borges 1776 – Tel: 4833-5151

Horário: De 12:00 à meia-noite
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *