Como fazer um pouso de emergência

Fazer voar um avião não é difícil, pousar é a parte mais complicada. Um pouso de emergência, então, adrenalina a mil, é mais ainda. Se em qualquer situação – roguemos que nunca lhe aconteça – for necessário assumir a cadeira do piloto, aqui seguem instruções básicas para você lutar por sua sobrevivência. As dicas são do livro “How to be a world explorer (not for parents)”, publicado pela Editora Lonely Planet, em 2012.

Ao mesmo tempo, essas informações podem servir para lhe estimular a seguir o exemplo da menina do vídeo, que fez seu primeiro voo solo em seu aniversário de 16 anos. Um exemplo de determinação e superação que serve para todas nós. Bem, mas enquanto não decidimos tirar nosso brevê, anote essas medidas básicas:

 

  1. Sente na cadeira do piloto e examine o painel à sua frente. De imediato, o manche, semelhante ao volante de um carro, ele comanda o avião para a esquerda ou para direita. Puxar o manche na sua direção, eleva o nariz do avião e eleva a altitude. Empurrá-lo na direção do painel é a medida correta para iniciar a descida. Agora visualize o medidor de combustível (veja esquema), o altímetro (que lhe informa a altitude), o compasso, o velocímetro e o acelerador, que é alavanca que controla a velocidade do equipamento.
  2. Peça ajuda. Encontre o rádio e não mude o canal, que provavelmente já está “setado” para a comunicação com alguém que pode lhe prestar socorro. Aperte o botão para falar e explique sua situação. Se ninguém atender, tente a frequência de emergência 121,500 (padrão mundial).
  3. Busque um lugar para aterrissar. Se você está com pouco combustível, todos os deuses tiraram férias no mesmo dia, busque um local plano e desabitado para pousar. Você precisa do maior espaço aberto e vazio possível. Se você tiver que mudar de direção para encontrar um, faça-o cuidadosamente, empurrando o manche com cuidado naquela direção.
  4. Reduza a velocidade. Uma vez que você estiver alinhada com o chão, reduza o acelerador devagar até o velocímetro indicar 90 nós. Mantenha o nariz do avião um pouco abaixo do horizonte. Abaixe o trem de pouso. Quando você se aproximar do campo de pouso, corte o fluxo de combustível para pouco mais de 70 nós e coloque o nariz do avião um pouco abaixo do horizonte. Aponte para estar a cerca de 30 metros do chão quando alcançar a borda do local de pouso.
  5. Freie! Assim que atingir o chão, puxe para trás o acelerador e até o último momento, puxe um pouco o nariz para cima. Uma vez que os pneus tenham tocado o solo, comece a usar os pedais que acionam os flaps de freio. E não se iluda, prepare-se para um possível acidente sim.
  6. Respire fundo! Você conseguiu!!!!!

 

1. Fones de ouvido para comunicação via rádio

2. Velocímetro

3. Horizonte artificial

4. Altímetro

5. Compasso

6. Rádio

7. Variômetro (indicador de velocidade vertical)

8. Medidor de combustível

9. Manômetro (medidor da pressão do combustível)

10. Manche

11. Acelerador

12. Pedais

 

 

Saiba mais:

Manual de fraseologia aeronáutica

http://intervox.nce.ufrj.br/~wagner/frasologia.txt

Explicação sobre funcionamento de um avião

https://www.youtube.com/watch?v=Ns9uWO6ZEbo

Conheça os principais instrumentos da cabine de um avião

https://aviacaocivilemilitar.wordpress.com/2013/10/20/conheca-os-principais-instrumentos-da-cabine-de-um-aviao-aula-basica/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *